Pagando a língua: Meu filho só vai dormir no berço

CamaQuem mete e metia o pau em quem deixava o filho dormir no meio, põe o deeeeedo aaaqui!!!

Quem tá pagando a língua porque julgava quem deixava o filho dormir no meio, põe do deeeeedo aaaqui!!!
É, maternidade é isso, pagar a língua sempre… É impressionante.

A questão é que no nosso caso, Pedro só dormir na nossa cama não é uma regra.
Desde que ele veio para casa depois de 24 dias na UTI e mais 15 dias na casa da tia, ele sempre dormiu no berço.
A cama compartilhada começou há um ano quando estava uma noite muito gelada e o pai ficou com dó de deixá-lo dormir sozinho no frio e botou ele entre nós para dormir.

Foi quando eu vi que era o melhor dos mundos!!!
Ele acorda para mamar, já está ali do meu lado, eu apenas coloco o peito pra fora e ele ainda deitado mama e eu volto a dormir.
Kkkkkkkkkkk e assim os dias foram passando, tem dias que ele dorme no berço e de madrugada vem pra cama.

Tem muitos dias que ficamos só eu e ele na cama e o pai vai pro sofá porque ronca muito e nenhum dos dois dorme! Eu não durmo com o barulho da britadeira e ele não dorme porque eu fico cutucando pra ele virar a barriga pro lado! Só que ao invés de virar a barriga ele vira só a cabeça! (A verdade é que eu não queria dormir feito um bebê, eu queria dormir feito um pai)

Tem dia que o pai vai direto pro sofá porque diz que quer dormir direito e ficamos eu e Pedro na cama, direto.

roncoComo tem dia que o Pedro fica no berço dele, o pai vai pro sofá e eu vou pra cama! Estamos todos cansados precisamos dormir sem interrupções (até a hora que o Pedro acorda querendo mamar e aí, acabaram-se os planos de dormir direto)

Não é uma regra ele só dormir com a gente.
Não tem desculpas porque ele dorme com a gente, não é o frio, não é medo que ele pare de respirar, muitas vezes é sim a febre, o resfriado…
Mas eu deixo ele dormir com a gente, porque a gente gosta, é uma delícia aquela mãozinha no nosso rosto, o pézinho na barriga…
Como tem casal que não gosta e não admite o bebê na cama

Cada um se adapta com a sua rotina.
Eu já falei muito e ouço muito também: -Ahhh, ele vai ficar mal acostumado.
Mal acostumado com o que???
Estou tirando você da cama pra por o meu filho? Não.
Você dorme comigo? Não.
Você que acorda pra buscá-lo no berço pra amamentar? Não
Ele dorme em outro lugar sem ser a MINHA cama? Sim

Também já falei muito e ouço muito: -E a intimidade do casal?
Mais criatividade minha gente, ahahahahahahahahahahaha
Vida sexual depois do filho, precisa de muito malabarismo, mas temos vida sexual sim!
Talvez não mais na mesma frequencia (meu marido vai me matar se souber que estou dizendo isso), mas a realidade é essa.

O que eu aprendi é que cada um sabe onde aperta o seu calo.
Hoje estou pagando a língua com muitas coisas que eu julgava ser errado ou que eu nunca faria e sei que tenho muito para pagar ainda.
Muitas coisas eu não concordo, mas não quer dizer que é certo ou errado.
Não concordo ou eu faço e faria diferente. Cada cabeça sua sentença.
Como o que eu faço muita gente não concorda e faria diferente.
Isso também não quer dizer que eu nunca vá falar da forma que outras mães agem. hahahahhahaha
Ai gente, isso é do ser humano, falar, falar e falar.

A vida é muito curta e eu quero aproveitar esses momentos com o Pedro.
Amanhã ele não vai mais querer dormir com a gente, não vai mais ter essa mãozinha fofa e quentinha no rosto enquanto dorme… deixa eu curtir meu filho!

E viva a cama compartilhada!!! rs