Birras e chiliques

Gente… como lidar com as birras e chiliques??

Sim, mais uma da série: Pagando a língua!

Ahhhh sim, onde já se viu a criança se jogando no chão??? Que absurdo!!! A mãe não ensina não? Dá uns tapas!

Mas Pedro começou esses dias a dar chiliques.
Já tinha começado, mas essa semana ele está batendo o record!!!

Antes de ontem, pegamos um trânsito do cão ao voltar da creche e no meio do caminho ele começou: -Mamãe, tetê…
Mas não tinha como parar o carro e dar o peito né???
E quando faltava 10 minutos ainda pra chegar em casa, ele começou a chorar… berrar, espernear, puxar os dedos das mãos, esfregar a cara de raiva.
O que eu podia fazer??? Nada! Apenas observar pelo retrovisor.

Quando chegamos em casa, tirei ele do carro chorando.
Cheguei na porta do apartamento e cadê a chave??
Que boooom!! Ficou no carro.

Lá vai eu pro carro de novo, com um moleque esperneando e dando chilique no colo.
Quando cheguei no carro, coloquei ele no banco e fui pegar a chave que caiu da bolsa e estava embaixo do banco.
Daí bagunçou tudo.
Quem disse que ele queria sair do carro?
Eu chamava ele, e ele fazia “não” com a cabeça.
Conclusão: Tirei na marra e foi outro escândalo.

Chegou em casa aos berros, se arrastando no chão, fui conversar com ele calmamente, piorou a situação
Fui pegá-lo no colo, gritou mais ainda.
Ofereci o tetê, aumentou os berros.
Daí optei por ignorar e deixar ele extravasar a raiva dele sozinho.
Olhem o resultado:

A mordida dele foi doída… além de morder ele puxou!!!
Olha o resultado:

Mordida

Ele me mordeu 3 vezes desde sempre.
Reparei que todas as 3 vezes que ele me mordeu, foi quando eu dei uma ignorada nele.

A primeira vez ele estava de pé na minha frente de braços erguidos, choramingando querendo colo e eu conversando…
Demorei pra pegá-lo no colo e ele me deu uma mordida na periquita!!!
HAHAHAHAHAHAHA, doeu viu.

A segunda, foi quando ele queria tetê, estávamos na minha cama e eu fingi que estava dormindo.
Tomei uma mordida na bochecha, mas foi de leve

A terceira foi essa aí que vocês viram!!! Mas essa foi nervosa e com vontade, ele tava com raiva, deixou marcas.
Pior que ele ficou calmo depois que me mordeu.

Sim!!! Ele me mordeu, e aí por conta veio no meu colo e já foi se ajeitando pra mamar.
E aí passou a raiva e já era outra criança!!!

Sei sim que tem crianças que não fazem nada disso, o meu pelo visto, além da fase do chilique, tá chegando a fase da mordida.
A fase da mordida eu sei que tem mesmo… mas do chilique… aiiiiiiiiiiii que medo!!!

Uma mistura de medo e preguiça, porque eu não tenho paciência pra essas coisas e o pai também não.
Prevejo muito stress nos próximos dias.

O padrinho dele sugeriu que eu o distraísse com outra coisa, fizesse palhaçada.
Fiz tudo isso, mas quem diz que ele enxerga alguma coisa??? Ele fica nervoso, fica cego.
Nem sei a quem ele puxou viu. HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA

A tia da creche usou uma tática boa: Filmou o chilique dele e depois mostrou pra ele o show que ele estava dando.
A cara dele não era a das melhores se vendo no vídeo, vou tentar essa tática também.

Bom, por enquanto a tática é ignorar (é o que tem funcionado) e depois mostrar pra ele o showzinho que ele deu!

É, ninguém disse que seria fácil.
E precisava ele ter puxado o meu gênio? Precisava???
Nem sei se é o meu gênio mesmo, quem tá dizendo isso é o pai dele. ahahahahahahaha

Mais alguém passando por isso??
Diz que sim, para eu não me sentir tão sozinha e também me sentir melhor vai…