Coisas úteis na maternidade: Wrapsling

Alguém aqui curte usar qualquer tipo de sling ou canguru para carregar seu bebê?

Eu comecei experimentando o Sling com Argolas.

A Madrinha do Pedro comprou pra usar com o Raul e não gostou.
Eu também não me adaptei, dava a impressão que o Pedro escorregaria e iria direto para o chão.

 

 

 

 

 

IMG_1101Daí eu já tinha tentado o Cangurú, não era prático para colocar o Pedro e tirar quando eu estivesse sozinha.

Pra se ter idéia, uma vez eu estava na Liberdade com o marido e cunhados, mas fiquei na porta da loja esperando eles saírem e o Pedro queria sair do canguru.
Quem disse que eu consegui tirar???
Uma moça viu que eu tava lá fazendo malabares pra tentar tirá-lo, veio me ajudar.
Ele ficava sem mobilidade, se colocássemos com ele de frente pra nós, ele não enxergava nada, não se mexia.

Depois não pensei mais em comprar mais nada do tipo, pois vi que era dinheiro jogado fora, mais uma das inúmeras coisas inúteis da maternidade.

 

IMG_1207Foi quando a Madrinha do Pedro comprou o WrapSling e me disse: -É muito bom!!
Experimentei na casa dela, gostei e comprei.

Gente, se arrependimento matasse.
Como eu me arrependi de ter comprado o Wrap Sling tão tarde!!!
Sim, quando comprei e passei a usar, o Pedro estava completando 6 meses.
6 meses perdidos, com braços e costas doendo, segurando o Pedro.

 

Wrap Sling é vida gente.
Ele te dá um suporte que você não sente dores nas costas, o bebê fica bem encaixado, coladinho com você.
O WraIMG_1212p Sling passou a fazer parte de mim. AHAHAHAH
Eu não saía de casa sem ele.

 

Ele ficava de boa, eu tinha meus dois braços livres, foi quando eu passei a ter vida e sair de casa com ele sozinha para tudo quanto é lugar.
Andamos de metrô, fomos ao supermercado, shopping, parques, não tinha mais problema para sair com ele sozinha.

 

Porque muitas vezes eu saía com ele no carrinho e de repente ele não queria mais o carrinho.
Sozinha era um tormento, como eu ia pegá-lo no colo e empurrar o carrinho???
A mesma coisa no supermercado, como eu ia ficar com ele no colo e empurrar o carrinho?

IMG_3285

 

Eu podia passar um tempão no mercado, shopping, ele até dormia, e dormia muuuuuito!
As pessoas me paravam as vezes e perguntavam se ele não estava sufocado, apertado, incomodado.
NÃO! Ele ficava super bem.

 

Tem gente que até amamenta o bebê dentro do Wrap Sling.
Eu particularmente nunca tentei… Mas já vi mãe amamentando no Wrap Sling.
Deve ser muito bom também. ahahahahahaha

 

E é isso gente, quando alguma amiga engravida, eu já logo falo do Wrap Sling.
Propaganda? Não… ainda não ganho pra isso não, quem me dera.
Inclusive, não paguei nada barato no meu.
Onde eu comprei?
No site: http://www.lojadobabysling.com/

 

Nesse site tem vídeos de como colocar o Wrap Sling.
Parece difícil, mas não é não… rapidinho você pega jeito e coloca de olhos fechados.

Filhos, ter ou não ter?

Muito se fala que TODO casal TEM que ter filhos…
Discordo.

Eu, por 10 anos adiei a maternidade.
Simplesmente não queria!
Cobranças? Infinitas!
Se não enchia o saco? Pooorra!!!
As pessoas não aceitam e não respeitam simplesmente o fato de você não querer assumir a maternidade.

O que eu sempre falava era: Se acontecer, OK, mas enquanto eu puder evitar, vou evitar.
Esses dias, minha sogra falou: -Um casal sem filhos não tem graça nenhuma né? Deve ser muito chato!
AHAHAHAHAHA, eu e meus cunhados fomos categóricos e respondemos os três ao mesmo tempo em alto e bom som: -Ahhhhh. tem graça sim! E não é chato não!

Eu, não imagino mais a minha vida sem o Pedro. Isso é fato.
Mas nesses dois anos e 4 meses, aprendi muita coisa, na marra.

Sempre adiei a maternidade, porque só ouvia coisas do tipo: -Ahhhhh, quando você tiver filhos, você vai ver, você não faz mais nada da vida!
-Ahhhhh, depois que vierem os filhos, acabou pra vocês…
Mas ninguém dizia exatamente o que acabava!
-Ahhhh, nunca mais você vai dormir… (isso é verdade kkkkk)

Então assim, nesses 10 anos de casada, aproveitei, viajei, curti balada, curti muito meus amigos, fui em shows, parques, viajei sozinha sem o marido junto com a prima, dormia até 3 horas da tarde, comia qualquer porcaria com preguiça de fazer coida, essas coisas aí que podemos fazer sem se preocupar com alguém que dependa de mim.
Aproveitei bastante MESMO!
Quando eu engravidei, eu já tava tanto pensando no pior para tudo, que no fim das contas, foi bom o terrorismo que me fizeram.
Aconteceu do Pedro ficar na UTI e lá, eu já pensava diferente.
Pensava que se o Pedro fosse ter sequelas, que por algum motivo eu teria que passar por isso.
Passei por essa prova, Pedro não teve uma sequela e então, fiquei esperando o pior de tudo.
A minha vida parada por causa daquele serzinho e eu não curtindo mais nada.

Olha, a verdade é que maternidade não é brincadeira.
Não dá pra voltar atrás e agir como se fosse quando eu não tinha o Pedro.
Não deixei de fazer nada por causa dele.
Claro, os programas mudaram.
Os jantares com amigos não são mais tranquilos, não consigo levar uma conversa do início ao fim com tranquilidade como antes.
Não como mais aquela comida quentinha.
Principalmente: Eu e o Ednaldo não jantamos mais juntos kkkkkkkkkkkkkk
Viajar? Super possível! Dá pra viajar sim gente…
Só não dá mais pra ir naquela pousadinha baratinha que você se vira com seu marido se o chuveiro estiver gelado, se chegar no hotel e ser uma coisa tão horrorosa e você ter que sair correndo pra procurar outro lugar pra ficar (sim, já aconteceu comigo).
Precisa ser um lugar com um pouco mais de estrutura.
Talvez as companhias mudem um pouco, você passa a sair mais e até mesmo viajar, com quem tenha filhos.
Não é porque você deixou de gostar daquela galera que não tem filhos, mas (pelo menos no meu caso), é porque tenho plena consciencia que o ritmo é outro.
Eles não tem culpa e não precisam entender, que eu demore mais pra ir almoçar porque o Pedro está dormindo, ou que eu não fique mais aquele tempão batendo papo porque ele quer brincar ou até mesmo dormir…
Dormir??? AHAHAHAHAHAHA, não sei mais o que é isso, não tenho mais horário padrão para dormir, durmo quando dá!
E mesmo assim, quem diria, mas eu estou amando ser mãe.
Maternidade é doação, abrir mão de muita coisa e nem todo mundo está disposto ou preparado para isso.
É super normal, somos todos diferentes com necessidades diferentes, prioridades diferentes.

Acho que não querer ter filhos, é um direito sim que o casal tem.
É um SACO ter que ficar dando satisfações do porque você não quer filhos ou porque não teve até agora.
Sabe aquela coisa que todo mundo adora postar: O que não falar para uma mãe que não trabalha fora, o que não falar para uma mãe que amamenta, o que não falar…
Então.
Não questionem nunca os motivos do casal ainda não ter filhos.
Acontece muito também do casal ter dificuldades para engravidar, e aí, tem coisa mais incômoda de ter que ficar explicando isso também?
Saiba que você além de curioso, está sendo desagradável e inconveniente.
Esse é um outro ponto extremamente delicado, mas as pessoas não querem saber.
Gostam de cobrar, gostam de falar e palpitar, mas ajudar de fato que é bom, nada!
Não querer ter filhos, não é pecado, não é errado.
Errado é essa encheção de saco.

Hoje, as informações correm rápido demais, a competitividade lá fora é muito grande em tudo.
Já falei sobre isso, mas a mulher se sobrecarrega de uma tal forma, sem perceber.
Tem que ter excelência no trabalho, ser excelente mãe, excelente dona de casa, excelente esposa…
E ela, fica onde? São muitas questões envolvidas e nenhuma delas é da conta dessas pessoas. Certo?

Pessoas que não querem ter filhos ou não tem por 343803804 motivos.
É um direito de vocês e vocês não precisam ficar dando satisfações o tempo todo pra todo mundo.
Uma vez eu explodi e respondi: -Vou ter esse filho que você tanto quer e você cria e sustenta pra mim, tá bom?
Fui chamada de mal criada, mas depois disso, kkkkkkkkkkkkkk, nunca mais me perguntou.
Então assim, se for preciso uma resposta mais ríspida, responda! Pessoas chatas e sem semancol muitas vezes precisam de uma grosseria para parar de cobrar uma coisa, que nem é da conta dela!